Bicudo: ataques aumentam quase 60% nas lavouras de Costa Rica em MS
Home | Bicudo: ataques aumentam quase 60% nas lavouras de Costa Rica em MS

Bicudo: ataques aumentam quase 60% nas lavouras de Costa Rica em MS

A Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul) alerta para o preocupante avanço do bicudo do algodoeiro nas lavouras do Mato Grosso do Sul. Conforme levantamento da entidade, os ataques aumentaram até 59% no município de Costa Rica, em relação à safra passada. Hoje, a cidade é a maior produtora do fio natural no Estado.

Além de reforçar as ações de conscientização para frear os prejuízos causados pelo bicudo, a Ampasul adverte os produtores para presença de plantas voluntárias ou rebrotes de algodão nas lavouras de soja e milho, que também acabam contribuindo para proliferação da praga, principalmente após a colheita dos grãos.

Segundo levantamento da Associação, os cotonicultores ainda não concluíram o plantio do algodão segunda época ou adensado. No entanto, quem optou pelo plantio convencional, as áreas já apresentam bom desenvolvimento vegetativo e apontam para boa produtividade, diz a Ampasul.
 

Ensaios
Ensaios
Plantio de Refúgio
Refúgio